Home

Encontro de integração reúne empresas do Procem

E-mail Imprimir
AddThis Social Bookmark Button

DSC 4117

Representantes das empresas que serão certificadas ou terão seus certificados revalidados pelo Programa de Certificação de Empresas (PROCEM), reuniram-se na noite dessa quarta-feira (13), com o Instituto Euvaldo Lodi (IEL/Pará) para os últimos ajustes e definição de agenda das atividades do Programa. O encontro aconteceu no espaço Aperfeiçoar, na Fiepa.

O encontro de integração teve como objetivo o repasse da metodologia do PROCEM e a programação que abrangerá os seguintes módulos: Gestão da Qualidade e Produtividade, Saúde, Segurança do Trabalho e Meio Ambiente, Gestão Contábil, Tributária e Trabalhista. “A capacitação atuará nessas áreas consideradas fundamentais para o sucesso e confiabilidade do negócio. Vamos oferecer um conteúdo diferenciado, inovador e que estabelecerá procedimentos e ferramentas para o cumprimento das exigências legais e de qualidade necessárias para o aumento da credibilidade organizacional” explicou Marcella Dias, coordenadora técnica do PROCEM, em Belém, e técnica do IEL/Pará.

MichelangeloO evento contou ainda com a palestra do professor Michelangelo, da Equipe Método Michelangelo, que explanou sobre o contexto atual dos negócios e as mudanças necessárias que as empresas precisam trabalhar para se adequar às novas exigências de mercado, dando exemplo de modelos de sucesso que foram aplicados, de forma inteligente, por alguns países como a Suíça, hoje tida como a nação que apresenta maior produtividade, no mundo.

Um ponto muito importante destacado por Michelangelo foi a necessidade de se capacitar e valorizar o capital humano das empresas. “Tal qual uma escultura nasce da pedra bruta, é preciso identificar o excesso. Quais os velhos comportamentos que devemos deixar pra trás? É preciso que a empresa busque sempre a excelência, e tenha como meta, transformar a empresa numa obra de arte”, disse o consultor comparando a forma com que o artista italiano Michelangelo di Lodovico Buonarroti trabalhava suas obras ao método que ele propõe para “lapidar” as empresas.

Para Priscila Silva, diretora operacional da Máster Confecções, empresa que vai revalidar a certificação, a expectativa é preparar novos funcionários para a atual visão de mercado e dar continuidade aos processos, para que possam atender as novas exigências da legislação. “Muitos desses processos já foram aplicados na empresa, outros estão sendo atualizados. O importante é que os colaboradores de “chão de fábrica” compreendam que a mudança é necessária. Tem muita gente nova, cheia de gás, todos prontos para renovar os conhecimentos. E eu acredito que o PROCEM vai proporcionar essas transformações”, comenta.

Michelangelo ressaltou bastante a necessidade de transformação e falou da importância de se trabalhar as dinâmicas individuais divergentes e as estratégias convergentes. Para ele os pontos principais são o alinhamento individual, de equipe e da empresa como um todo. Ele explicou que para que isso aconteça alguns pontos fundamentais e a quebra de paradigmas devem ser levados em conta, usando como exemplo a superação do povo coreano.

 “Há uma necessidade urgente de sempre apreender e reaprender, e os adultos precisam incluir isso na sua rotina, para que acordem suas próprias potencialidades. Estratégia inteligente usada pelo governo coreano para reerguer o país, após a guerra. E pra começar é necessário que cada profissional assuma as próprias responsabilidades, aceite as mudanças e saiba que se alguém fez um dia, ele também será capaz”, destacou o palestrante.

“No nosso caso já somos certificados em 10 estados com o ISO 9001. Buscamos agora com o PROCEM a renovação dos nossos processos. Somos fornecedores da Celpa, que como parceiros do programa, nos sugeriram aderir ao Programa”, conta José Luis de Oleira, diretor comercial da ETE Construções e Montagens Elétricas.

O PROCEM inicia suas atividades dia 18 de maio, com o diagnóstico inicial nas nove empresas participantes (Master Confecções, TRAEL, TTL, Clean, Endicon, Linave, Eletrotransol, Quantica Engenharia e ETE Construções e Montagens Elétricas) e possibilitará uma oportunidade ímpar de negócios para as empresas que aderirem ao Programa, trabalhando soluções para a organização estar apta a disputar o estabelecimento de parcerias importantes, geração de ganhos de eficiência e produtividade, modernização e melhorias em processos de gestão. “O que consequentemente ampliará novos mercados e promoverá o desenvolvimento das empresas”, completou Ivone Braga, técnica do IEL/Pará.

 
Follow us on Twitter

Acesso Rápido

banner-iel

banner site-redes

 

Twitter


Mais Acessados

Últimas Notícias