Prazo para o Inova Tec termina dia 17

Publicado em 13/12/2017 13:31h

Iel Novidades

Prazo para o Inova Tec termina dia 17

Prazo para o Inova Tec termina dia 17

As empresas paraenses que desejarem participar do INOVA Tec têm até o dia 17 de Janeiro de 2018, para inscrever uma proposta de projeto PD&I. Através dessa iniciativa, serão concedidas até 200 (duzentas) bolsas de Iniciação Tecnológica e Industrial (ITI), para estudantes regularmente matriculados em curso superior e/ou superior tecnológico e auxílios à pesquisa aos professores (coordenadores de projeto).

O Inova TEC é um Programa desenvolvido pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), tendo o apoio do Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia (FORTEC).

Na prática o Programa funciona da seguinte maneira: a empresa sinaliza qual setor do seu parque fabril está necessitando de investimento em pesquisa tecnológica, para melhorar a qualidade dos produtos e ou a produtividade, e busca na universidade a parceria, por meio de um professor (coordenador do projeto). O docente e um aluno da mesma universidade desenvolvem o projeto em conjunto com a empresa. Vale ressaltar que a própria empresa inscreve junto ao CNPQ o projeto, que será avaliado por uma comissão.

Segundo o superintendente IEL/PA, Carlos Auad, o objetivo do Programa é promover a melhoria contínua da produtividade das empresas por meio da participação de estudantes de graduação em projetos de pesquisa. “Além de contribuir para a formação e inserção de estudantes em atividades de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação, o INOVA Tec promove a formação de recursos humanos, estimula as empresas no desenvolvimento de projetos de inovação, em interação com instituições de ensino e, como consequência, o aumento contínuo da produtividade empresarial”, destacou.

O assessor especial da reitoria da Universidade Federal do Pará, UFPA, professor José do Egypto Soares, disse que a Universidade olha com bons olhos o desenvolvimento do INOVA Tec. “Existe uma lacuna muito grande entre a academia e o setor produtivo. Falta conhecimento por parte do setor industrial sobre o que é produzido de informação na área de pesquisa da Universidade. Todos vão ganhar com essa aproximação: alunos, empresários, professores, pesquisadores e o Sistema FIEPA, por meio do IEL. Essa interação tende a crescer e ter, cada vez mais, sucesso! Não tenho dúvidas de que o conhecimento gerado na academia só se transforma em inovação tecnológica através da parceria com as empresas. E o IEL tem um papel preponderante nesse processo”, disse.

De acordo com Marcela Dias, Coordenadora de Projetos do Instituto Euvaldo Lodi, a empresa deve estar atenta ao prazo de fechamento do Edital. “O IEL tem atuado no sentido de conhecer as demandas das indústrias e articular, junto às instituições de ensino e pesquisa, projetos que contemplem essas necessidades. Paralelamente, no intuito de agilizar essa interação estamos procurando a Academia (Universidades e Institutos) para conhecer quais linhas de pesquisas estão alinhadas com a temática (Inovação, Gestão, Tecnologia Melhoramento contínuo)”, observou. “As empresas interessadas podem buscar informações junto ao IEL/PA. Estamos à disposição para esclarecer dúvidas que possam surgir na elaboração e submissão dos projetos, ressaltou.

Serviço:
Maiores informações sobre o INOVA Tec podem ser obtidas no telefone (91) 4008 4731.

IEL - Instituto Evaldo Lodi
X